quinta-feira, julho 06, 2017

13 anos



[6148]

Uma trapalhice entre um pai que não percebia nada “dito e uma filha voluntariosa - e acabei por escrever um post naquilo que eu queria que fosse um blog.

A meio do espectáculo havia que dar nome à coisa. Nada, mas nada vinha à cabeça. E a filha diz: - Pai, dá um nome qualquer, uma coisa que reflicta, sei lá… a espuma dos dias, das coisas, das pessoas. E dessa espuma, eu pensei em voz alta. Espuma da mente? Pai, põe esse e depois, se não gostares, mudas.

E ficou Espumadamente. Depois vi que não gostava, mas não mudei. E quando achei que já sabia mudar, já havia visitas e comentários. E já não dava para mudar, apesar do nome ainda hoje me parecer de uma arrepiante pobreza de imaginação.

Isto passou-se a 6 de Julho de 2004. Treze anos, 6.150 posts e mais de um milhão de visitas depois, o blog ainda aqui anda. Não tenho bem a noção de quantos blogues terão já treze anos. Lembro-me de dois…

Hoje tenho gosto no Espumadamente e sei que o Espumadamente tem gosto em mim. Porque nem eu deixei de escrever nem ele deixou de proporcionar um razoável número de visitas, ainda que não seja um blog chamado de referência. Dá para os gastos.

Um agradecimento sincero a quem ainda o lê. Um abraço aos amigos que aqui criei e conheci. Continuarei. Na esperança, que espero não seja vã, que o Costa “deslargue” da mão rapidamente a ver se consigo ser mais imaginativo.

Obrigado a todos e Tchin-Tchin.


*
*

.

Etiquetas: ,

2 Comments:

At 2:31 da tarde, Blogger Carlos Oliveira disse...

Bem haja , pela coragem ( hoje muito rara )e magnífica visão dos factos e sua análise.
Parabéns pelo sucesso.


 
At 5:45 da manhã, Blogger Nelson Reprezas disse...

Obrigado pela simpatia. Isto agora com os "likes"do FB já nem vou reparando nos comentários como a atigamente :)

 

Publicar um comentário

<< Home