sexta-feira, maio 16, 2014

Humor em main stream


[5124]

Já agora. Se aqui disse que penso ser o único português que não gosta de arroz de pato, creio igualmente ser o único português (obviamente, uma forma de expressão) que não aprecia o Ricardo Araújo Pereira. Basicamente porque antes de ser um aceitável humorista (a milhas do génio do Herman dos bons tempos), RAP é um insuportável activista. Nada contra os activistas, activem por aí à vontade, mas um humorista que não consegue dissociar a piada do activismo, sobretudo porque grosseiro e banal, não me merece mais que um sorriso, aqui e ali, numa piada mais conseguida. O seu último «é melhor que falecer», de que só vi as duas primeiras edições, parece-me ser um bom exemplo do que digo. Mas tenho de ter cuidado em dizer isto. A última vez que expressei esta opinião iam-me batendo.


*
*

Etiquetas: , ,

2 Comments:

At 3:22 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

Perfeitamente de acordo...idiota até à medula.

 
At 7:59 da tarde, Blogger Luís T disse...

Sou um tipo lixado, gosto de humor, mas quando oiço as piadinhas de RAP apetece-me ouvir marchas fúnebres.
Sou do Benfica, mas quando oiço RAP falar de desporto lamento-me de não ser do Sporting ou do FCP.
Algo de grave se passa comigo ou com o RAP.

 

Enviar um comentário

<< Home