quinta-feira, setembro 30, 2010

Só mesmo à lambada


[3916]

“O povo tem que sofrer as crises como o governo as sofre”.

Almeida Santos é um déspota arrogante, um velho pateta (sem ofensa para os patetas que já são velhinhos nem para os velhos que se apatetaram por razões… atendíveis), um mentiroso, oportunista, com uma vaidade ilimitada e um malcriado. Imagino o estrondo que esta afirmação provocaria se proferida por alguém da perigosa direita. Mas é a velha esquerda. Socialista, democrática, coesa, culta, iluminada, moralmente superior, justa, solidária e o raio que os parta.

Não se bate em velhos, nem ninguém tem culpa de ser velho. Mas uma afirmação destas faz perder a têmpera a qualquer um, mesmo se proferida por uma massa lêveda como Almeida Santos. Porque é de uma sufocante falta de respeito pela dignidade das pessoas e, afinal, por ele próprio.

.

Etiquetas: ,

4 Comments:

At 5:02 da tarde, Blogger papoila disse...

Eles não fazem a mais pequena ideia do que é "sofrer a crise"...
Bons carros, gasolina paga,casa paga, subsídios de apresentação, subsidio de almoço, viagens pagas, telemóveis pagos....MAIS UM EXCELENTE ORDENADÃO prós cafés.....
Experimentem viver com...por exemplo 600 Euros a ver se conseguem :))))

 
At 9:59 da tarde, Blogger Li de Queiroz disse...

Era exactamente o que eu gostaria (e creio que quase todo o povo português): SOFRER A CRISE COMO O GOVERNO A SOFRE!

E, olha, meu bom amigo, passavam-me TODAS as dores!


Tu afirmas: "SÓ À LAMBADA";

Eu respondo-te:

SÓ À CHICOTADA E À "CICUTADA"

Só me apetece perguntar a essa cambada que nos (des)governa:

- Já tomou uma chávena de cicuta? Não?!!!...
Então, "TOME"!

 
At 7:18 da manhã, Blogger Espumante disse...

papoila

Já nem se trata de saberem os não. Trata-se desta forma de pensamento sui generis desta tralha de socialistas... uma trupe que, como dizia Margareth Thatcher faz jus à ideia de que o socialismo é uma forma de ir à falência com o dinheiro dos outros

 
At 7:19 da manhã, Blogger Espumante disse...

Li de Queiroz

... e esse "TOMA" bem que podia ser à moda do nosso Bordallo, com o gesto correspondente :)))))

 

Enviar um comentário

<< Home