segunda-feira, setembro 27, 2010

O atum, as crianças e a consciencialização precoce sobre o Ómega 3


[3911]


- E qual é o peixe que gostas mais?

- Atum. Diz o petiz

- E tu, qual é o peixe que gostas mais?

- Atum, diz a menina, meio envergonhada e com cara de quem não percebe bem o que se está a passar.

- E tu? Lá em casa gostam de atum?

- Siiiiiim, diz a criança, mais ao estilo da habitual retórica lusa.


Cinco ou seis perguntas depois, ficamos com a impressão de duas coisas:


- Que todos os portugueses, já desde pequeninos têm uma sólida noção das benfeitorias do ómega 3 e outros ácidos gordos disponibilizados por peixes gordos, como o atum, a sardinha, a cavala e correlativos

- Que não há lar português onde o atum não esteja presente na despensa.


Tudo isto diz bem do ridículo de se querer fazer acreditar na consciencialização lusitana sobre os cuidados a ter com a saúde através de uma dieta equilibrada e da insuportável manipulação a que grande parte da comunicação social não resiste quando pretende passar uma passagem correcta e pedagógica, como se impõe No caso vertente, nem que fosse necessário seleccionar duas dúzias de crianças a quem se pede que digam para a televisão que gostam de atum.

.

Etiquetas: ,

2 Comments:

At 10:14 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

Ops...acho que conheço o peixe da foto !:)))
Gansolina*

 
At 8:22 da manhã, Blogger Espumante disse...

gansolina

Bem que eu suspeitava que tinhas uma vida social intensa no sector ictiológico. Este teve direito a foto porque era rebelde, pinoteou, saltou fora de água, foi ao fundo, afastou-se do barco, regressou, parou, fugiu outra vez mas lá o consegui apanhar. Um peixe travesso, em suma. Será mesmo este o que conheces? :))
*

 

Enviar um comentário

<< Home