sábado, julho 24, 2010

Eu vi…


[3823]

… a pantomina de Lula, quando se deixou vencer pela emoção e chorou em directo perante a jornalista meio embaraçada. Lula, entrevistado já não sei bem a propósito de quê, foi «atrás de choro» que nem o meu filho quando tinha um ano e meio. E tapou a cara e fungou e numa altura em que reparou que tinha recuperado porventura depressa demais, chorou outra vez. Chorou porque estava emocionado porque apesar de lhe terem dito que não vai dar nada, não vai plantar, percebeu depois que a planta brota, cresce e ele está colhendo. Que vai entregar um país com menos gente pobre e disse ainda qualquer coisa sobre as pessoas que nunca entraram no palácio e ele, Lula, entrou.

Esta performance, não afivelemos o sorriso complacente e primeiro-mundista europeu, não está longe da hipocrisia de alguns dos nossos líderes. Se chorar em directo pode parecer excessivo (ressalve-se as solidárias lágrimas sampaístas), já muitas das atitudes e acções dos alegados socialistas europeus se ajustam um pouco melhor à postura bovina da grei europeia, mas em caso algum se afastam demasiado daquilo que me parece ser a mola real desta rapaziada socialista e que se resume fundamentalmente a uma premissa muito simples - fazer de nós parvos.

.

Etiquetas: ,

4 Comments:

At 5:09 da tarde, Anonymous Alexandra disse...

Vá lá, não deixemos que a provecta idade do Velho Continente nos embote as emoções e nos impeça de ver, para além das lágrimas sampaístas, a genuinidade de outras.

 
At 6:52 da tarde, Blogger Espumante disse...

Alexandra

Tenho o maior respeito pela genuinidade das pessoas, acredite, Alexandra. No caso que cito, é evidente que posso apenas expressar um sentimento de avaliação e confiar na experiência que a vida me foi dando em avaliar pessoas e situações. O Lula chorou, chorou muito, chorou tanto que por vezes se entusiasmava com o que dizia e, de repente, lembrava-se que estava a chorar, e regressava ao pranto. A própria repórter parecia embaraçada.
É claro que aceito estar a navegar numa sensação equívoca... e, a ser o caso, penitencio-me humildemente. Mas sugiro que a Alexandra veja o vídeo (é só seguir o link do post)e depois faça as suas contas. Há ainda outra questão. Habituei-me tanto, mas tanto, a desconfiar de socialistas em pranto e em «clímaxes» emocionais que admito perfeitamente que eu me possa enganar. Mas, a ser o caso, a culpa é incontornavelmente deles, que passam a vida a enganar-me :))))
Tive muito gosto em voltar a vê-la aqui pelo meu modesto blog! Um beijinho amigo.

 
At 7:54 da tarde, Anonymous Ifigénio Fagundes disse...

Não 'tá enganado, não!
O Lula 'tava mesmo com uma "cadela" das antigas...

 
At 3:41 da manhã, Anonymous Anónimo disse...

oi amiga!
sou daqui do rio de janeiro, carioca da gema do ovo!
eu entendo sua desconfiança de políticos, alguns eu até acharia estranho chorando. não vi este choro do lula, mas vindo dele, independente do que ele foi no governo do brasil, parece ser verdadeiro. é que ele foi proletário, daqueles que pegaram firme no batente mesmo. quando ele empossou em brasília, teve um momento que ele chorou mostrando que tem agora um diploma (de presidente da republica)... coisa que ele disse que NUNCA teve (um diploma)... ele é muito simples. tem lá seus pecados - como todos - mas de todos os líderes que já vi, é o tipo do cara que foi, fez, deu tchau, e tá lá no cantinho dele, como se nunca tivesse sido presidente. ele gosta de beber, pelo que lembro detestava ter de usar ternos, mas mesmo sem ser instruído, aprendeu muito sofrendo na vida (diferente de outros que começam em berço de ouro), e é inteligente, pelo menos para mim. mas é legal ver opiniões diversas não só sobre ele mas sobre tudo, afinal, somos seres humanos, é assim mesmo... pluralidade de opiniões. e tem de ser assim. tudo de bom!

 

Enviar um comentário

<< Home