sexta-feira, agosto 06, 2010

A tortura dos voos nocturnos


[3847]

Sempre sustentei preferir os voos de longo curso diurnos aos nocturnos. Numa fase da minha vida em que viajava bastante, chegava a escolher o único voo diurno entre Johannesburg e a Europa, um bendito AF JHB/C. de Gaulle, entre as muitas dezenas de voos entre aquela cidade e a Europa, todos à noitinha…mesmo tendo depois, em Paris, de mudar de avião para o destino final. Daí resultava que uma pessoa chegava ao hotel do destino, cansado, amarfanhado, mas tomava um duche, dormia e na manhã seguinte estava fresco que nem uma alface para trabalhar.

Quando eu falava na minha preferência pelos voos diurnos, normalmente as pessoas olhavam para mim como quem olhava para um ET, mais ou menos a expressão que hoje me concedem quando digo que não gosto de pato, lampreia, cabidela ou sarrabulho. Mas repare-se neste delicioso cartoon de Cristoph Niemman (recebido por e-mail) e depois digam se tenho ou não tenho razão.

Nota: Felizmente que a TAP hoje tem voos diurnos, pelo menos assim de repente e que me ocorra, para Maputo, Luanda, S. Paulo e Praia.

.

Etiquetas:

4 Comments:

At 11:12 da manhã, Anonymous IL disse...

Nunca tinha pensado muito nisto :D

 
At 4:29 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

Absolutamente delicioso !!!

 
At 7:49 da manhã, Blogger Espumante disse...

IL

Mas tu pensas MUITO em alguma coisa????
:))

 
At 1:19 da manhã, Blogger Sinapse disse...

Fantastico!! "Roubei" o link la para o facebook! :)

 

Enviar um comentário

<< Home