segunda-feira, agosto 02, 2010

Dum lado chove, do outro faz vento


[3840]



De um lado temos a boníssima Isabel Alçada a explicar, com diligência, como é que pretende acabar com os chumbos das criancinhas. Não é bem acabar… assim por decreto… é acabar… criando o meios necessários, os métodos, a consciencialização, a intervenção alargada… abrangente… a participação dos pais, dos professores, dos elementos da educação (incluindo o governo, está bem de ver), a criação duma qualquer coisa, que não me lembro assim muito bem, pro-activa e que permita, no curto prazo, acabar com os chumbos, «quer-se dizer», não se decreta o fim dos chumbos, que Alçada não gosta de «facilitismos», gera-se um campo, uma plataforma de entendimento, estabelece-se um campo de exigências e objectivos que.


Por outro lado, as notícias matinais da televisão mostram o grande êxito do momento. Dezenas e dezenas de festas, bailaricos de rua e outras funções dançantes onde os pares rodopiam e cantam com alacridade um estribilho, no qual se pergunta quem é o pai da criança. E cantam e dançam e riem, sobretudo riem imenso quando chegam à parte quem é o pai da criança, e a repórter indaga e os pares, rindo, rindo muito, dizem que não sabem quem é o pai da criança, eh eh eh eh, lol, lol e eh eh eh, enquanto um sujeito rubicundo com ar de angariador de pessoal para a campanha do morango na Andaluzia diz para a repórter, circunspecto, que não se sabe quem é o pai da criança. Numa parte da sua intervenção televisiva diz que não se sabe quem é o pai nem quem é a mãe, eh eh eh eh e lol, lol e lol. A repórter, cumprindo a sua missão, vai saltitando entre os pares fazendo a pergunta – ninguém sabe quem é o pai da criança. Finalmente, uma criança. A repórter pergunta: - E tu? Sabes quem é o pai da criança? A criança olha de soslaio, responde; Nããão. E gostas da música? - Siiiim. E gostavas de saber que é o pai criança?Simmmm.


Vamos parar longe, vamos. E o mais grave é que um dia destes damos connosco a pensar, olhando para o nobre povo, nação valente e imortal, quem será o pai desta criança?


Na minha rua mora uma sopeira
Tem 20 anos e ainda não namora (x2)

Aqui à dias apareceu inchada

Ai coitadinha, está perto da hora (x2)

Mas quem será, mas quem será, mas quem será
O pai da criança

Eu sei lá, sei lá
Eu sei lá, sei lá

Mas quem será, mas quem será, mas quem será
O pai da criança

Eu sei lá, sei lá
Eu sei lá, sei lá

Mas quem será o atrevido
Que nesse dia pela porta entrou (x2)

Maldita a hora que a patroa descobriu
O malandro do patrão com a sopeira dormiu (x2)

Mas quem será, mas quem será, mas quem será


O pai da criança


.

Etiquetas: , ,

2 Comments:

At 11:18 da tarde, Blogger papoila disse...

NÃO SERÁ O CRISTIANO???????

ah ah aha, adorei o post!

 
At 4:24 da tarde, Blogger Espumante disse...

papoila

Bem capaz disso :)))))))

 

Enviar um comentário

<< Home