sexta-feira, julho 30, 2010

A nobreza e a fidalguia (touro e toureiro) a merecerem uma acção de graças


[3837]

Impossível passar ao lado desta excelente sequência fotográfica do Jansenista.

A morte como espectáculo e o escrúpulo do horror mimetizados numa autêntica barbárie cultural ataviada com um fundo pretensamente tradicional e a liturgia dos bons costumes das boas famílias. Vela acesa, oração de preito à carnificina e, depois, uma acção de graças pelo regresso em segurança do artista e pela nobreza do bicho compõem o ramalhete de uma tradição que tem mais a ver com as nossas idiossincrasias do que à primeira vista possa parecer.

E.T. Infelizmente a abolição das touradas está a veicular uma dinâmica política, uma «arma de arremesso» como se diz agora em «politiquês» e que pouco tem a ver com a genuína repulsa pelo espectáculo grotesco de ver uma multidão aplaudir a «nobreza» de se matar um animal aos bocadinhos.

.

Etiquetas: , ,

2 Comments:

At 11:00 da manhã, Anonymous Anónimo disse...

Agora que já sei que foi para me provocar, gostaria de convidá-lo para uma conversa construtiva sobre touros e touradas ao almoço.

Sem as fotografias...

P.S.: Também há fotografias muito impressionantes de toureiros a morrerem em praça, se quiser posso ir procurar algumas para si.

Como também há fotografias de boxeurs a morrerem no ringue (por opção, por fama, por dinheiro, no fundo por um vida boa).

Abraço

 
At 8:30 da manhã, Blogger Espumante disse...

Eu estava pronto para a discussão, mas a qualidade da ementa e da companhia, "mai-la" a sua habitual destreza em não me deixar acabar as sentenças, sozinho ou com a ajuda do JC, inviabilizou o debate :))))
E se mais não houvesse, bastou o episódio da linha erótica da empresa, superiormente tratada pela superlativa RL, para abafar quaisquer ouros temas :)))

 

Enviar um comentário

<< Home