sábado, novembro 25, 2017

Hoje faz anos



[6189]

Faz hoje anos, quarenta e dois, que um grupo de comunistas enquadrados por uns quantos paraquedistas e uma coisa sinistra que dava pelo nome de Copcon, tendo à frente ilustres camaradas que ainda hoje andam por aí a dizer disparates e a chatear meio mundo, quis tomar o país e torná-lo numa Cuba qualquer, ao tempo, ou numa Venezuela deste tempo. Jaime Neves e Ramalho Eanes tiveram entre outros, um papel preponderante em suster esta vaga de loucos delinquentes e as coisas normalizaram.

Quarenta e dois anos depois, vai por aí uma movimentação semelhante. Grande maioria dos comunistóides em uso corrente não eram sequer ainda nascidos e, provavelmente, não terão sequer conhecimento do que aconteceu, assentando a sua cultura e registo histórico em alguns livros que leram, algumas RGA’s, ou histórias familiares de corajosos assaltos a bancos e navios de passageiros. E há também gente que à altura eram ainda uns rapazelhos entre os catorze e quinze anos que acharam graça à coisa, e que hoje também acham (fartam-se de achar…) que dá para aparecerem na fotografia, mesmo que para isso tenham de conduzir o país para um beco sem saída e para uma clara regressão de valores.

Hoje faz anos que mantivemos a ordem. Daqui a quarenta e dois anos já cá não estarei mas alguém eventualmente escreverá uma nota semelhante a esta. O nosso país é assim.

PS – Lembro-me, como se fosse hoje, que há dois ou três anos a circunspecta TSF (eu, sinceramente, sei que existe mas não a oiço há muito tempo, desde que criei filtros naturais para o que oiço, leio e vejo) difundia uma crónica (Paulo Baldaia? Não posso afirmá-lo convictamente) segundo a qual “a história do 25 de Novembro era muito mal contada”.


*
*

Etiquetas: , ,

1 Comments:

At 10:06 da manhã, Anonymous fernando tavares disse...

Espero que esteja tudo bem consigo Nelson
Boas Festas

 

Enviar um comentário

<< Home