segunda-feira, dezembro 27, 2004

Pimpões e Nobres Telúricos



O espírito natalício dos portugueses esvai-se de imediato com a primeira oportunidade.

Os trágicos acontecimentos do Sudeste asiático proporcionaram as habituais quezílias entre nós, desta vez o adido de imprensa Carneiro Jacinto vs um jornalista de Macau. Que eram 6 desaparecidos portugueses, nao era não senhora, não devemos entrar em pânico, as coisas estavam a ser "controladas" pela representação diplomática na Tailândia e o jornalista de Macau não tinha nada que meter o bedelho.

Foi, uma vez mais, a expresão repulsiva da nossa pequenez.

Entretanto, à guiza de humor negro, uma das celebridades da nossa quinta falou demoradamente sobre as suas necessidades fisiológicas, Júlia Pinheiro ajudava à festa e o homem (um nobre...) dizia que quando precisava de ir à casa de banho, "aquilo era um abalo telúrico". Ainda fiquei à espera que a telúrica condição peristáltica de tão potente e nobre cagão se consubstanciasse numa apropriada explosão e enchesse o estúdio de merda. Não aconteceu...

Venha de lá o Natal 2005, para termos mais uma pausasinha na nossa idiotice!

4 Comments:

At 3:34 da tarde, Blogger Passada disse...

como também tiveram um geólogo a alertar os meios de comunicação para não o chamarem ao fim de 20 mil mortes, que estas coisas até se sabe que vai acontecer e que é para isso que estudam tantos anos. o telejornal fartou-se de levar porrada. O Carneiro Jacinto também avisou a rtp para confirmarem primeiro os factos...isso anda bonito. Beijinho

 
At 10:27 da tarde, Blogger Madalena disse...

É assim que se vê que somos mesmo muito pouco sensíveis à dor dos outros. Não sabemos avaliar a nossa vulnerabilidade nem a nossa fragilidade, próprias da condição humana.
As celebridades são francamente insuportáveis. Tenho pena que a Júlia Pinheiro tenha embarcado neste programa de gosto duvidoso.
Beijinhos

 
At 11:49 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

mmicr
Perante a magnitude da tragédia, não resitimos a um atroz provincianismo de nos preocuparmos com as paerdas da paróquia, em prejuízo da substância da notícia. É assim...

 
At 11:52 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

Madalena
Confessa o gozo que daria se a minha última e escatológica ( e passe o mau gosto...)observação se materializasse e víssemos a Júlia Pinheiro borrifada em m... :)))))

 

Publicar um comentário

<< Home