quinta-feira, setembro 17, 2015

Pufff...


[5305]

Do que me apercebo é que Costa não percebe patavina desta chatice dos algarismos e muito menos de governação. Foi governante enquanto as coisas se escoravam na eminência de um carismático sociopata, o que lhe facilitava a acção e relevava a inoperância. Agora que as coisas fiam mais fino, acontece disto. O homem perde-se no debate e vai a correr fazer queixinhas a uma das luminárias do grupo de economistas (grupo de políticos, como disse Medina Carreira). E são eles que o aconselham a ir para as redes sociais dizer o que deveria ter dito no debate. Mesmo que isso soasse a uma fastidiosa retórica carente de substância. E ele, obediente qual sombra de Grey, foi.

Hoje dei algum alento ao meu tímido optimismo, relativamente às legislativas. Será preciso uma grande dose de tolice e um profundo espírito de claque para dar as rédeas do poder a A. Costa, um moribundo subproduto do socialismo que temos.

*
*

Etiquetas: , ,

1 Comments:

At 6:11 da tarde, Blogger Douglas Álisson disse...

Olá, gostei muito do blog!
Também tenho um onde coloco algumas poesias minhas.
Poderia visitar?
http://wordsbyalonelyguy.blogspot.com.br

 

Enviar um comentário

<< Home