quinta-feira, março 04, 2010

Estados de alma ou de como aprendi a gostar mais da Manuela


[3674]


O João Gonçalves acha que a ida de MMG ao parlamento foi um episódio ridículo ou circense. Por mim, e do meu ponto de vista, tenho de reconhecer que foram ditas coisas importantes e sem rede, já agora para usar a terminologia do momento. MMG acrescentou alguns pormenores não despiciendos à caldeirada já conhecida e que consubstanciam o essencial.

Mais do que a substância, impressiona-me ver com esta rapaziada actua quando lhes cheira a esturro. Sobretudo a tendência de Sócrates em chatear toda a agente ao telefone, só porque não gosta que o chateiem a ele. Incluindo, ao que parece, o Rei de Espanha, sujeitando-se a comentários brejeiros e condescendentes por parte de empresários espanhóis. Eu tenho de acreditar em MMG. A verdade é que ele diz coisas graves e não me consta que seja desmentida ou processada. E o que diz é de um constrangimento total.

Uma nota para a figura esfíngica de Balsemão, alardeando o traquejo de quem há muito anda nisto e sabe dizer exactamente o que lhe convém. E o que lhe convém é sempre muito mais importante do que aquilo que ele acha que poderia muito bem dizer. E assim vai estando bem com a lagarta e com a couve. Um registo final para aquela teoria a resvalar para a obnóxia, segundo a qual esta coisa de escrever em blogues deveria ser reservada a pessoas que estudaram para jornalista. Ao mesmo tempo que Balsemão vituperava aqueles que, sendo já jornalistas empregados em jornais vêm depois para os blogues verter estados de alma. Foi uma observação descuidada e paradoxal. Eu, que não sou jornalista nem para tal estudei fico a pensar na distinta possibilidade de um dia poder ser proibido de escrever num blogue. Meu ou de outrem.

.

Etiquetas: ,

4 Comments:

At 10:42 da manhã, Anonymous Vitor Correia de Azevedo disse...

Após a leitura deste post, coloco aqui um excerto da opinião de Espumante sobre a Gestão da televisão TVI, no dia 7 de Outubro de 2004. Nessa altura, o sentimento expresso no post era bem diferente do actual, relativamente às "pressões".Nessa altura concordva com as "regras do jogo"? e agora , também concorda com as regras do jogo? E também fala na PT. Porquê?
"...5.1. – A TVI é uma empresa de capitais privados. Admite quem quer e despede quem lhe apetece pelas mais variadas razões. Não vejo que seja necessário haver pressão do Governo para que Paes do Amaral tomasse a atitude que tomou. Alguém se lembrou que pode ser ele Paes do Amaral a pensar por si e pelo conhecido envolvimento entre o Grupo e o Governo via Portugal Telecom? Pode ser eticamente condenável... mas não são estas as regras do jogo? Imagine-se um escritório de advogados em que uma das secretárias vem para a porta da rua com um estandarte a dizer que os patrões são um grupo de vigaristas. O que é que os patrões fazem? Provavelmente despedem-na...e lá está a pobre da secretária com a sua liberdade de expressão coarctada . Ou um consultório médico... ou uma pizzeria...ou uma loja de ferragens.

5.2.- Se existisse um caso de limitação de liberdade de expressão MRS sentir-se-ia impedido de continuar a comentar. Não creio que seja o caso. A menos que o seu fino instinto o leve a não aceitar os vários convites que vai receber para que a sua vitimização seja mais efectiva. Mas o facto permanece. MRS pode continuar sempre, como, onde e quando quiser a comentar e ninguém o prende ou lhe arranca as unhas...."

 
At 11:17 da manhã, Blogger Espumante disse...

Vítor Correia de Azevedo

Mas eu acho que a TVI pode e poderia ter despedido a MMG, quando quisesse e lhe apetecesse. Onde é que eu digo o contrário? O que me constrange é ter um primeiro ministro preocupado com o assunto e a chatear meio mundo e a mover influências e gastar dinheiros públicos em interesse próprio. Faz toda a diferença...

P.S. Estou siderado com a sua capacidade de pesquiza. Então vai-me "desencantar" um post de há quase seis anos?????
:))

 
At 10:37 da tarde, Blogger papoila disse...

Eu estive a ouvi-los.
A Nelinha é bem corajosa e tal como tu também acho que ela fez afirmações muito importantes e tenho que confessar que ouvi algumas novidades!
O Balsemão não desmentiu nada do que ela afirmou....
Obrigada pelo post, parece que ao fazeres-me a vontade, houve quem não gostasse :):):) sorry!
EU GOSTEI.

 
At 8:37 da manhã, Blogger Espumante disse...

Papoila

Nem toda a gente gosta do amarelo, não é?
:)

 

Enviar um comentário

<< Home