quinta-feira, janeiro 26, 2012

Barulho trincado

[4528]

Desabamento de dois prédios no Rio. O repórter da RTP para um residente próximo:

-...mas diz-se que houve uma explosão. Ouviu algum barulho de explosão?
- Não, senhor. Ouvi um barulho, sim, mas não foi um barulho explodido, foi um barulho trincado.
- Barulho quê? Não se importa de explicar melhor? É que esta reportagem é para Portugal…
- Trincado, ouvi um barulho trincado, não foi explodido, não.

Reconheçamos que a grafia do português brasileiro frequentemente não faz sentido. É preguiçoso e desvirtua grosseiramente a etimologia das palavras. Mas que os brasileiros têm uma criatividade ímpar na sua forma de expressão, têm. Assim que ouvi barulho trincado, percebi exactamente o que o homem dizia, imaginei até o barulho e entendi que o prédio deveria ter desabado por si. Na verdade, na peça seguinte, o repórter anunciava que o prefeito do Rio de Janeiro aventava a forte possibilidade de tudo se ter devido a deficiências de construção.

Sei de muita gente compostinha cá da paróquia que bem podia ir ao Brasil exercitar a sua oralidade (salvo seja…) para evitar figurinhas tristes de cada vez que os repórteres lhes pedem para dar opiniões.
.

Etiquetas:

2 Comments:

At 7:42 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

Nois fala um português errado, mais nois se entede e se faiz entendê!:)))*

 
At 11:29 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

Cada vez estou desconseguir de entender pruquê prutuguês fala assim maningue difrente cada país, mas tamos juntos pá :)*

 

Publicar um comentário

<< Home