terça-feira, setembro 02, 2008

Náusea


Qunado a sarjeta entope em Lisboa
Foto daqui.

[2648]


Dificilmente resisti ontem em ter o computador lá do escritório sintonizado na CNN, para a cobertura em directo da chegada do "Gustav" à costa americana. Foi assim que cheguei a casa devidamente informado de como as coisas estavam a decorrer. Vinha sobretudo impressionado com a qualidade, rigor e seriedade da reportagem. Independentemente dos meios, a cobertura era feita com elevado sentido profissional e, naturalmente, focada no que se estava a passar.

À noite, vi a RTP. A reportagem mostrava muitas das imagens que eu já tinha visto de tarde e uma "voz-off" que mantinha o acento tónico nos erros e atrasos verificados no Katrina, nas maldades de Bush, no envio de meios tarde e más horas, no número de mortes, enfim, no total desastre da administração Bush, à altura. Tudo isto entremeado com imagens devastadoras de há três anos.

A RTP começa a ser nauseante. Há por lá muita gente sem sentido do dever de informar com fluidez, verdade e respeito pelos factos noticiáveis (e respeito pelo nosso dinheiro, também) e que não resiste a este “anti-bushismo” primário, quase primitivo, e que deturpa a natureza do que se tem na mão para noticiar. E ontem, a notícia era o Gustav. Fenómeno que, aliás, espoletou uma modelar operação preventiva. Coisas que, afinal, bem poderíamos copiar, evitando algumas tragédias que nos têm assolado de vez em quando por indesmentível incúria cá na paróquia.

Longe vá o agouro, mas interrogo-me sobre a nossa capacidade de resposta se alguma vez formos atingidos por uma catástrofe como o Katrina ou (potencialmente) o Gustav. Sobretudo pensando que nem umas dúzias de sarjetas conseguimos manter limpas em cada Outono e que, por causa disso ou doutras minudências semelhantes, nos deparamos com o caos, de cada vez que chove mais de dez
minutos seguidos em Lisboa.
.

Etiquetas:

3 Comments:

At 8:29 da manhã, Anonymous Anónimo disse...

seriedade na CNN? O amigo deve estar muito ingénuo!

 
At 8:51 da manhã, Blogger ana v. disse...

É verdade, tudo isso. Também me pergunto o que aconteceria se tivéssemos o azar de passar por aqui uma coisa dessas... seria o caos total.

Gostei do texto, e gosto de ler alguém que escreve "espoletar" em vez de "despoletar". Até que enfim!

 
At 10:59 da manhã, Blogger espumante disse...

ana v.
É gente que não sabe o que é uma espoleta. E que diz ilecóptero,as gramas e hemorregias. Ou gente que sabe mas que não repara que os outros não sabem. Ou gente que arruma os carros "por cima" das linhas dos parques de estacionamento. Ou...
:)))
Um pouco mais a sério. A questão do "espoletar" é mais séria porque "despoletar" significa exactamente o contrário e é ao contrário que muitas pessoas usam o termo. Tal como handicap (se bem que handicap tem a desculpa de ser um termo estrangeiro)
Finalmente... também fico muito contente por haver alguém que repara que escrevo espoletar em vez de despoletar.
Beijos

 

Enviar um comentário

<< Home