quarta-feira, março 19, 2008

Está mal

[2393]

Vai morrer uma quantidade de gente escusadamente com a dinâmica de protesto que se está a verificar a propósito dos Jogos Olímpicos, acerca da questão do Tibete. Gente bem de vida e no conforto dos seus lares ou escritórios vai escrever imenso, mostrar como percebe imenso do problema e contribuir imenso para uma dinâmica de protesto que empurrará centenas ou milhares de tibetanos para a prisão, para o hospital ou para o cemitério.

Está errado. Há muitas maneiras de se tentar contribuir para a justiça sem criar dinâmicas como a que se está a gerar. Muita gente morrerá, muita gente vai ficar contente da silva porque se fartou de escrever sobre o assunto, acabam os jogos, levanta-se a tenda e fica tudo como o quartel de Abrantes.

Por respeito àqueles que vão morrer, seria melhor que ficássemos quietos. Nós, os tais que do conforto do lar e do desafogo dos nossos países livres aproveitamos todas as marés para mostrarmos como somos social e politicamente cometidos.

Está mal.
.

Etiquetas:

13 Comments:

At 10:03 da manhã, Anonymous Anónimo disse...

Adorei o seu post
Dulce

 
At 12:51 da tarde, Blogger Sinapse disse...

... os idealistas de sofá, não é?

 
At 12:31 da manhã, Blogger Zé Paulo disse...

Um ponto de vista...contraditório com o próprio ponto de vista, mas um ponto de vista!

 
At 7:51 da manhã, Blogger espumante disse...

dulce
Agradeço a simpatia

 
At 7:52 da manhã, Blogger espumante disse...

sinapse
O que seria do Espumadamente sem ti a percebê-lo na sua plenitude?
:)))
beijinhos daqui do sofá

 
At 7:53 da manhã, Blogger espumante disse...

Zé Paulo
Recedio não ter entendido bem. Numa coisa estamos de acordo. É um ponto de vista.

 
At 1:36 da tarde, Blogger FuckItAll disse...

Deixa ver se percebi (mesmo sem estar certa de ser o caso aqui, na questão China/Tibete): é um bocado como foi, aqui há uns anos largos, levar um barco de Portugal até águas territoriais timorenses, enquanto a repressão crescia no território, para depois chegar lá, enfiar o rabito entre as pernas e vir embora sem mais? Lembro-me de ver os responsáveis por esta solidária operação explicar, acerca da repressão, que nestas lutas é preciso fazer sacrifícios... o que foi giro, vindo de quem estava em cruzeiro e não sacrificava absolutamente nada.

Percebo perfeitamente, agora muito a sério. Nisto de protestos solidários, é bom que se tenha o sentido crítico para perceber se estamos a ajudar ou a pormo-nos em bicos dos pés. E que, quando for altura de sacrifícios, cada um se sacrifique a si próprio.

 
At 2:22 da tarde, Blogger FuckItAll disse...

Ah, digo que não sei se isto se aplica ao caso tibetano, porque a questão está a ser levantada in loco, não me parece que sejam os protestos externos a pôr problemas à população tibetana. E o próprio facto de não sabermos o que se passa nos faz temer o pior.

 
At 7:44 da tarde, Blogger vague disse...

Talvez tenha razão. É tão fácil ser convicto e comprometido no conforto do lar.
_________________Mas não se esqueça que há aqueles para quem o horizonte é o despejo das ideias num post/artigo/parecer e aqueles para quem o pc é apenas um ponto de partida e arriscam os sonhos e a identidade porque querem salvar um bocadinho do mundo.

Acha q a resposta é não fazer nada pq afinal não se consegue mudar tudo?...

 
At 10:01 da manhã, Blogger espumante disse...

fuckitall

Eu sei que os protestos se têm registado in loco. Só acho que exacerbar o probelma nesta altura não ajuda nada. poderá ser uma questão de timing...

 
At 10:04 da manhã, Blogger espumante disse...

vague
Não, não acho que a resposta seja não fazer nada. Pelo contrário, acho que se deve fazer tudo. Só considero que o timing nestas coisas é determinante. E aproveitar os jogos olímpicos para uma procissão de talentos e morais não me parece o mais adequado, além de criar a tal dinâmica que leva muito gente á prisão ou à morte.

 
At 11:10 da manhã, Blogger vague disse...

Entendo onde quer chegar com a questão do timing, q é uma moeda de duas faces, logo arriscada.
mas!
se pensarmos q a visibilidade proporcionada pelos Jogos pode criar um palco único para a sensibilização da questão tibetana, difícil será não aproveirar a 'oportunidade' de criar um facto político desta dimensão para a China.

Apesar de tudo o q escrevi, que é um escrever pensando mais que uma opinião definitiva, fico a olhar para a sua última frase do post e tenho vontade de fazer silêncio...


( já agora: cheguei aqui através de um amigo q me indicou este post como resumo do q ele próprio pensa sobre o assunto. não sei é se será a mesma pessoa ou não, mas tb não importa :)

Boa Páscoa!

 
At 10:22 da manhã, Blogger espumante disse...

vague
E eu já dei com a maré hautte. Aliás, percebi que já lá tinha estado mas depois "passou-se-me" :)) É o que dá ler muitos.
Mas depois de ver aqueles cachorros no estendal (não só por isso, como é óbvio) fiquei cliente.
Boa Páscoa para si também

 

Enviar um comentário

<< Home