segunda-feira, janeiro 29, 2007

Pois...


[1516]

Os alhos e os bugalhos. O cu e as calças. A confusão estratégica. A balbúrdia e a utilização abusiva e despudorada de assuntos sérios em nome da utopia. Mesmo não se sabendo bem o que fazer com ela.

Via
O Insurgente

5 Comments:

At 3:34 da manhã, Blogger dinorah disse...

Eu não digo?
Eu não percebo "mai" nada!
Sou pequenina e pronto!!!
Não percebo nada!!




Eles falam, falam...

 
At 9:11 da manhã, Blogger cristina disse...

Escapou-me a relação entre a imagem e o teu texto...

 
At 10:39 da manhã, Blogger espumante disse...

dinirah
às vezes é bom ser pequenina...
:)

 
At 10:43 da manhã, Blogger espumante disse...

cristina

Feriu-me a sensibilidade o aproveitamento de um tema como o borto para se juntar umas peças e defender sistemas ou regimes políticos. Neste caso (a imagem de que falas) é flagrante o aproveitamneto do tema para promover uma perspectiva de regime político, o Estado presente, solidário e "paizinho" que todos sabemos que é uma experiência falhada. Mas o que contou para mim não foi o facto de o sistema ser falhado ou não, foi o aproveitamento político do aborto. Se fores ver o post ao Insurgente perceberás talvez melhor o que quero dizer.
beijinho

 
At 11:53 da manhã, Blogger cristina disse...

E diz no Insurgente: «Relembrar o que está em causa: Sim à criação de um “direito social” ao aborto?»

Porque não pode ser só «Sim à criação de um direito ao aborto»???!!! Para já é apenas isso que se quer que o Estado garanta! A causa social virá (ou não) depois - provavelmente, dependendo, aí sim, do regime político. Eu sei que o governo já anda a baralhar um bocado as coisas, mas, esta imagem em particular, não me parece que seja o caso: quer-se (no SIM), de facto, que o Estado garanta que o aborto seja uma opção - legal (sem punição) e com condições (em estabelecimento médico autorizado).

 

Enviar um comentário

<< Home