quarta-feira, janeiro 31, 2007

The (human) thing


[1521]

Vinte quatro anos depois,
John Carpenter tem agora a oportunidade de dar seguimento ao seu The Thing. Voz amiga fez-lhe chegar a notícia de que, em Portugal, uma eminente escritora portuguesa poderia ter aberto as portas à ideia, através de um conhecido programa da televisão portuguesa.

John Carpenter iniciou já diligências no sentido de começar a rodar de imediato o seu "The (human) Thing Part II". Aconselhado por especialistas na matéria, eles próprios sequela de um recente thriller “Os Okupas do Rivoli”, Carpenter deverá pedir um subsídio ao Ministério da Cultura, embora ele não faça a mínima ideia do que isso seja, mas disseram-lhe que esse pormenor poderá valorizar substancialmente o script, dando-lhe um toque de realidade portuguesa.

Catarina Furtado, Fernanda Câncio e o sociólogo Pureza poderão vir a ser convidados para o elenco, dependendo de um casting a ser efectuado por Vital Moreira que, apesar dos seus inúmeros afazeres, acabou por concordar em contribuir depois de, evidentemente, confirmar que a coisa (neste caso, o filme, não o The thing “as such”, não é inconstitucional. Em qualquer dos casos Vital Moreira não descarta a possibilidade de convidar também Daniel de Oliveira, mas crê-se que Pureza reúne favoritismo.

Existe ainda a possibilidade de Carpenter aumentar o grau de interesse do filme introduzindo um elemento acrescido de suspense, qual seja o súbito desaparecimento de uma deputada (provavelmente interpretada po Ana Drago), aumentando as dúvidas sobre quem ou o quê serão The (human) Thing. Ana Drago aparecerá no fim, envolta em nevoeiro e com um ar de quem pertence a outro filme.

The (human) Thing Part II, em breve num cinema perto de si.

9 Comments:

At 8:33 da tarde, Blogger Hipatia disse...

E o embriãozinho morto que escreveu aquela carta que andou a passear nas mochilas dos fedelhos daquela escola de Setúbal também entra na trama?

:P

 
At 1:09 da manhã, Blogger a.leitão disse...

"...envolta em nevoeiro" regressando dos mortos vivos.

"mais melhor dito"

 
At 3:37 da manhã, Blogger dinorah disse...

Entro neste blog e leio logo em letras garrafais: puro auto-entretenimento!!

Também acho! Já estava a pensar no que se ia passar nestes dias de pura e ridícula "guerra" SIM/NÃO...

O referendo deveria ser: "Acha que os portugueses estão a comportar-se como uns tontos?" SIM - GANHOU!

dsc o desabafo, mas já chateia tanta tolice!!
;o)

Beijinhos

 
At 10:25 da manhã, Blogger Sinapse disse...

Como não vejo televisão portuguesa, escapou-me aqui qualquer coisa e não apreendo o post na sua significação completa. mas isso não lhe retira a graça que tem!

Beijinhos, a-i-n-d-a em BXL (que esta mudança para os States até parece que está enguiçada, e agora só vou no dia 10 de Fevereiro!),
:))
Sinapse

 
At 10:51 da manhã, Blogger Sinapse disse...

p.s. - claro que tens bom gosto e sentido de humor! ;)))
O sketch é genial, não é? Aliás, o grupo Terça Insana é fabuloso, todos os sketches são interessantes! ... eu pensei que para apreender completamente algumas das piadas, talvez fosse preciso estar mais ou menos por dentro da cultura brasileira ... por exemplo, aquela 'turminha de filhinhos de papai' com quem ela foi para um luau ... pois referia-se ao Grupo dos Cinco da Arte Moderna Brasileira, que foi composto por Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Menotti del Picchia, Mário de Andrade e Oswald de Andrade. O Grupo defendia as ideias da Semana de Arte Moderna e dinamizou o movimento modernista no Brasil. Entre os anos 20 e 50's, o modernismo contagiou o Brasil, influenciando a música, o cinema, a literatura, a arquitectura, etc ... bem, chega de 'palestra', 'né? ... Então ... beijinhos, outra vez, :))
Sinapse

 
At 9:26 da tarde, Blogger espumante disse...

hipatia
Não estou certo de quem tenha escrito essa carta do embraozinho morto... ´r um feeling, ue queres, mas não estou certo :)
Beijinhos

 
At 9:27 da tarde, Blogger espumante disse...

a.leitão
ela anda caladíssima... gostava de saber porquê :)

 
At 9:29 da tarde, Blogger espumante disse...

dinorah
É,realmente, muita tolice, muita manipulação e muito descaramento. prefiro ouvir a música do casosdaalma
beijinho :)

 
At 9:31 da tarde, Blogger espumante disse...

sinapse
Por outras palavras, é muita areia ara a tua camioneta belga :)) E sim, acho o sketch óptimo, apesar de algumas coisas me passarem, como é natural.
Beijinhos... uff... já me vai faltando o termo... beijinhs desinspirados :)

 

Enviar um comentário

<< Home