sábado, janeiro 27, 2007

Sem saco (era "sem título", mas fica assim)


[1508]

Diabos me levem se Sócrates não está a ganhar uma entoação de voz e um tom de discurso que oscila entre o padre da freguesia a dizer que nos excomunga se não votarmos sim no referendo e o mestre escola com um ponteiro numa mão e o apagador de giz na outra a explicar-nos uma coisa qualquer com que ele hoje acordou na ideia.

Esta sensação acabou de me chegar porque, aqui ao computador e com a televisão ligada na sala, acabei de “ouvir” o homem a falar sobre patatipatatá, ambiente, Alentejo, agricultores, aeroporto, Beja e fiquei na dúvida se ele estava a anunciar alguma coisa de novo ou se estava a ralhar connosco por qualquer coisa que tenhamos feito, sei lá!

(Vão por mim. “Isto” está a ficar irrespirável!)

2 Comments:

At 8:23 da tarde, Blogger Guarda-factos disse...

Se tivesse visto parte do debate mensal no parlamento, então não teria a menor dúvida: o homem ladra!

Abraço

 
At 12:35 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

joãog

:)) por acaso ouvi um bocado no carro. E tem razão. O homem ladra, só espero que não morda!
Abraço

 

Publicar um comentário

<< Home