sexta-feira, janeiro 03, 2014

Porque é que as coisas têm de ser assim? Porque será que somos assim?


[5063]

Num passado mais ou menos recente, eu era bastante crítico acerca de alguns neologismos moçambicanos. Um deles era o corrente desconseguir. O moçambicano chegava tarde ao trabalho porque desconseguia apanhar o transporte a horas, tal como desconseguia uma infinidade de coisas e eu, confesso, desconseguia ter paciência.

Hoje reciclo a minha atitude, porque quando uma proeminente figura da minha paróquia inconsegue (!!!) qualquer coisa e, ainda, não sente uma espécie de nível social frustacional derivado da crise, me sinto obrigado a olhar com simpatia para a forma arguta e, mesmo, inteligente, como os moçambicanos supriam uma óbvia impreparação académica com um assinalável sentido prático de comunicarem e se fazerem entendidos. E, se duvidam, leiam esta pérola da nossa distinta Assunção Esteves do que destaco esta insigne passagem:

“Temos sempre um receio humano de não conseguir. O meu medo é o do inconseguimento, em muitos planos: o do inconseguimento de não ter possibilidade de fazer no Parlamento as reformas que quero fazer, de as fazer todas, algumas estão no caminho; o inconseguimento de eu estar num centro de decisão fundamental a que possa corresponder uma espécie de nível social frustacional derivado da crise."

E depois digam-me se estou a ser rebuscado, intolerante ou se tenho a mania. E façam lá bem esses estudos estatisticos e de opinião e concluam se a corrente migratória de jovens para outras latitudes se deve apenas a dificuldades económicas.

*
*

Etiquetas: , ,

4 Comments:

At 12:00 da manhã, Blogger papoila disse...

Feliz Ano Novo!
Vou copiar este parágrafo que acho genial :)))
A falarem assim uns com os outros não admira que ninguém se entenda!!!
xx

 
At 10:21 da manhã, Anonymous jpt disse...

tudo isto me exponencia o nível frustacional

 
At 11:53 da manhã, Blogger Nelson Reprezas disse...


papoila
Bom ano para ti, também!

 
At 11:56 da manhã, Blogger Nelson Reprezas disse...


jpt

Como o entendo, meu amigo :)). Um grande abraço e bom ano

 

Enviar um comentário

<< Home