terça-feira, fevereiro 14, 2012

De mão dada

[4558]

Quem me conhece sabe que sou alérgico aos «dias de», com que a vida moderna e, quase sempre, excessivamente correcta, nos «afogou».

Faço uma gostosa excepção ao dia dos namorados. Porque namorar é bom. Porque namorar é um refrigério da alma, um consolo do corpo e, quiçá, uma das mais genuínas e elevadas realizações espirituais do homem. De todos os que namoram qual abelha picando o néctar de flor em flor, àqueles que encontram a sua flor de sempre e para sempre e dela extraem o mel da vida que nos calhou em sorte.

No dia de hoje, muitos sentirão o toque doce da mão dada num passeio a pé, a volúpia de um beijo apaixonado ou, simplesmente, um sorriso (e ele há coisa mais bonita que um sorriso de mulher?). Outros não o poderão fazer mas mesmo esses, tenho a certeza, semicerrarão os olhos e deixarão arrastar-se por uma brisa morna e suave que os levará ao toque da mão dada, ao beijo voluptuoso que faz os corpos estremecer de leve um contra o outro. E, mesmo com os olhos cerrados, terão sempre presente a imagem gratificante de um sorriso.

Feliz dia dos namorados para todos. Sem distinção de raça, cor, peso, altura, sexo, religião ou filiação clubística (não é assim que se diz?).
.

Etiquetas:

4 Comments:

At 2:05 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

:)******* + :)******* + :)*******

 
At 2:54 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

3 x 7 = 21
:)***

 
At 1:59 da manhã, Blogger Maria do Rosário disse...

Ah! O amor...

PS. O dia dos namorados no Brasil é comemorado em 12 de junho.
Portanto estou fora:(

 
At 4:57 da tarde, Blogger Lurdes disse...

Politicamente correctissímo, diria!

 

Enviar um comentário

<< Home