domingo, outubro 02, 2005

...é tudo o que a nossa vista alcança!



[579]

O meu país está triste e amargurado. Está, ainda, desconfiado, truculento e agressivo. Como é basicamente impreparado, nenhum daqueles estados de espírito é minimamente mitigado por uma desejável racionalidade para os tempos difíceis. Pelo contrário - os ânimos estão exacerbados e é pela contestação (frequentemente gratuita) que a eles se dá vazão.

Acontecimentos recentes comprovam isso mesmo. Desde o ataque a tiro a uma caravana de campanha autárquica, à turbulência e à sanha dos apaniguados de alguns clubes de futebol, passando pelo assassinato de um autarca que resolveu retirar as pedras que delimitavam o espaço de parqueamento do homicida. Para não falar na onda de constestação patética que grassa um pouco por todo o país.

A crise, impreparação e o mau feitio, porém, não explicam tudo. Escamotear a irresponsabilidade da generalidade dos nossos agentes políticos na forma como objectivamente contribuíram para esta situação será sempre um mau serviço à verdade e a nós próprios enquanto sociedade. Eles cultivaram o laxismo, a mentira, a irresponsabilidade, a benesse, o arranjinho, nutriram o caciquismo e exploraram a iliteracia e a ignorância dos simples. Distribuíram prebendas e promessas irrealizáveis, promoveram e engordaram privilégios e fecharam Portugal à dinâmica gerada na Europa a que passámos a pertencer, através de um discurso retrógrado, bafiento, supostamente solidário e mentiroso.

Agora já não há revoluções, golpes de estado, salvadores da Pátria, cravos nas espingardas e amigos a cada esquina. Há, sim, uma situação que reputo de gravíssima e perigosa, ao ponto de se poder vir a questionar a verdadeira dimensão e aptidão de Portugal no seio de um conjunto de nações que partilham o espaço europeu. Tal como não acredito em soluções unipessoais ou sebastiânicas que possam reconduzir este país a uma trajectória de progresso e credibilidade internacional.

Tenho dois filhos fora e uma ainda cá dentro que, sem que eu a influencie minimamente para isso, se dispõe a rumar ao estrangeiro assim que acabar a faculdade. E eu não mexerei uma palha para a contrariar...

8 Comments:

At 9:51 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

For those who don't comprehend Korean
RSS OhmyNews International Talk Back Board Subject : For those who don't comprehend Korean Name : Stevo Date : 2005-10-03 00:09 View : 5 : 0 : 0 and yet have enormous interest in Korean politics.
Hey, I love your blog it's real great!

I have a american singles site/blog. It pretty much covers american singles and dating related stuff.

You should come and check it out if you get time :-)

-----------------------------------------------------

 
At 6:38 da manhã, Blogger Pitucha disse...

Eu também optei por sair do país. Não sei se fiz bem ou mal, sei somente que é agora uma escolha sem retorno. Por vezes sinto saudades, por vezes sinto-me só mas posts como este teu fazem-me ver a justeza da minha escolha.
Beijos

 
At 11:14 da manhã, Blogger Teófilo M. disse...

Se todos abandonarmos o País, quem é que perde?

Os que saem, perderão um País, os que ficam, restar-lhes-á servir de comida para os abutres que continuarão a engordar, porque os que lhe poderão fazer frente irão ser cada vez menos.

 
At 12:35 da tarde, Blogger harvir disse...

GOOD content thats what i like and just surfing around on blogs and finding good content is good feeling i am so glued to those blogs dont stop making good content keep it up i am not a pro on making pages but i see if you can visit my site maybe its something that you will like!!Easy startup money maker online

 
At 5:40 da tarde, Blogger Xana disse...

...fiquei amargurada ... como canta Ney Matogrosso "Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come".

Mas acho que vou arriscar pois não quero "perder um País"...

 
At 8:59 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

Pitucha
Estas coisas não são a papel químico...
Mas o desencanto actual é tão grande que acabo por perceber a miúda. E se ela estiver bem... eu estarei bem também!

 
At 9:01 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

Teófilo m.

Confesso que perdi espírito de missão. E em se tratando de filhos, desde que eles estejam bem, eu estarei bem...

 
At 9:02 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

Xana
É isso mesmo que dizes...
:))

 

Enviar um comentário

<< Home