terça-feira, dezembro 14, 2004

Soltem os prisioneiros...



Como dizia T. Talbot (não sei quem foi este tipo nem se existiu, mas aproxima-se a época das citações e quem sou eu para deixar créditos por mãos alheias?), não há mal que sempre dure nem pior que não nos fure. O Santana femeeiro, apreciador de violino, ex DJ de bares de frequência duvidosa, patrono de túneis inacabados, casinos virtuais, coscuvilheiro, cabelo de incipiente rabo de cavalo, intriguista, mediático e cheio de caspa vai-se embora por indecente e má figura. Com ele, vai Portas, o da cabeleira, o da Vichyssoise, dos ataques destemperados no Independente, o (alegado) gay que escandalizou as mais conscienciosas claques defensoras do direito à diferença e outras virtudes. Por mim, tudo bem. Já vão tarde. Ainda que a sua saída provenha de um parto da mais descarada natureza, de um embuste grosseiro, de uma autêntica fraude e ao arrepio do mais elementar bom senso, foram bem e foram tarde. Estes são co-responsáveis pela lastimosa situação a que chegámos. Tanto como Durão Barroso, aliás. Confesso que, sabendo o que sei hoje, me teria insurgido contra a decisão de Barroso que, na altura, achei normal e até honrosa.

E hoje, inevitavelmente e pela primeira vez, ouvi na TV o que mais receava. Sócrates já admitiu uma possível coligação com o Bloco. Sim, porque lá dizia (deixa lá ver... de quem terá sido a citação??) vale mais um pássaro na mão que a mão na pássara e não vá a vitimização de Santana roubar-lhe a maioria absoluta, nestas coisa nunca se sabe, o povo é estúpido, pensará ele e ainda é capaz de ter pena e votar no homem outra vez...

Temos assim a mais que provável hipótese de sermos comandados por Sócrates, Ana Gomes, Cravinho, M. de Belém, Souto Moura, Serginho (não o da TV, mas também servia...), Benavente. Guilherme Martins, um ou outro das “fronteiras” (quem sabe se um Vaz Guedes) e, cereja no bolo, Louçã e Portas (o outro, o “bom”), com F. Rosas e Fazenda na penumbra a comprar os árbitros. Todos eles juntos, bem agitados, levados a banho-maria e servidos quentes vão ser responsáveis por mais um período muito complicado da nossa periclitante existência e economia, até os “outros” (leia-se PSD) se reorganizarem e venham pôr a casa em ordem, outra vez. Como de costume, afinal.

Até lá, vamos entrar em sezões de estilo barnabético e orgasmos de esquerda evoluída e solidária. Múltiplos, claro.

Sampaio, ruivo e preocupado, com aquele ar “vigilante” que lhe ficou das reuniões no Flórida, vai assistindo e talvez daqui por ano e pouco vote em Cavaco como uma consciente e recatada atitude de verdadeiro sentido de Estado, convencido que contribuiu decisivamente para o fim de nova bandalheira e de novos pântanos. O seu último serviço à Nação!

5 Comments:

At 12:44 da tarde, Blogger Madalena disse...

(Posso tratar-te por tu? Já há dois dias que nos tratamos com cerimónia? Na net, é um tempão!)
Acho que a tua análise é muito pessimista e sobretudo derrotada.
Eu sinto-me traída por uma esquerda na qual sempre votei, o PS, que se transformou numa organização em quase tudo semelhante ao PSD. Por isso apoiei Manuel Alegre nestas eleições para SG do PS.
Mas não podemos morrer na praia...

 
At 4:15 da tarde, Blogger Passada disse...

temos de imaginar o que por estas bandas se sente politicamente. sugestão de quem tem interesse em moçambique: ouvir pelo menos uma vez o parlamento :)

 
At 10:27 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

Madalena
Tuemos, claro, com muito gosto.
O problema da esquerda, para mim, entre outros,é a visão redutora de esquerda e de direita. Há valores e conceitos modernos que contemplam o desenvolvimento e a melhoria das condições sociais que têm mais a ver com competência e eficácia do que com ideologias. Aliás, como se nota em grande parte dos países da UE. Por exemplo... o que é que a esquerda do Labour tem a ver com a nossa? Quanto a M.Alegre, é uma figura referencial mas, introspectivamente, ele teria traquejo para uma carreira no governo?
Comenta sempre :)

 
At 12:20 da tarde, Blogger Nónio disse...

E o novo Botiglione???
Ver quem é em http://nonioblog.blogspot.com

 
At 8:17 da tarde, Blogger Nelson Reprezas disse...

Nónio

O novo Butglione... pois, já li o seu post e agradeço a dica que me deu. Só tenho pena porque li hoje a notícia no DN e apeteceu-me escrever sobre aquilo. Mas você já o fez com brilho. Obrigado

 

Publicar um comentário

<< Home